top of page

Será que eu tenho Transtorno de Ansiedade Generalizada?


Transtorno de Ansiedade Generalizada

"Como saber se tenho um Transtorno de Ansiedade?"


Sou Amanda Alves, psicóloga e terapeuta cognitivo - Entenda como a terapia pode maximizar o seu bem-estar e lhe auxiliar para melhorar a sua qualidade de vida. Boa leitura!


TAG, é a sigla para Transtorno de Ansiedade Generalizada que é caracterizado por uma preocupação excessiva e persistente. A preocupação é desproporcional e pode durar dias, semanas ou meses.


A ansiedade é uma emoção normal, que possui uma função muito importante para o nosso organismo, de ser resposta para algumas situações específicas, como momentos de medo, de estresse e de perigo, mas quando chega a um nível que atrapalha a rotina, se torna um sinal de alerta e de ser avaliada por um profissional especializado para o cuidado necessário.


Alguns sinais que podem indicar o TAG, são:


- Sofrer para tomar decisões;

- Se preocupar demasiadamente com o futuro e suas consequências;

- Tendências a ser perfeccionista;

- Necessidade de centralizar e controlar.


Além disso, o TAG pode causar sintomas físicos, como tensão muscular, fadiga, dificuldade de concentração, irritabilidade, problemas gastrointestinais e insônia.


O tratamento padrão Ouro é com a Terapia Cognitivo-Comportamental e em caso de necessidade, que deve ser avaliado, o uso de medicamentos. Mas, existem alguns passos práticos que podem ajudar também:


- Praticar técnicas de relaxamento, como o mindfulness;

- Exercitar-se regularmente;

- Manter uma alimentação saudável e equilibrada;

- Evitar o consumo excessivo de cafeína e álcool;

- Manter uma rotina diária organizada e estruturada.


São diversos fatores que levam uma pessoa a desenvolver o TAG, entre eles estão causas genéticas, hereditárias, fatores ambientais e comportamentais. A condição pode acometer tanto crianças quanto adultos, devendo-se realizar uma investigação clínica individualizada para compreensão do fator desencadeante. Lembrando que, se você se identifica com essas características, é importante não se autodiagnosticar, e sim buscar ajuda profissional para fazer essa avaliação.


Conte comigo para iniciar o seu processo de terapia e ter mais qualidade de vida ao cuidar da sua saúde mental. Tire suas dúvidas aqui!




Comments


Commenting has been turned off.
  • Whatsapp
bottom of page